Aniversários na Educação Infantil

Você já pensou em a comemoração de aniversário ser uma forma de construir com as crianças a percepção das singularidades e da individualidade de maneira afetiva e especial? Leia mais sobre a importância deste momento no blog.

imagem aniversários na educação infantil

A comemoração dos aniversários na Educação Infantil e a construção da identidade

É lindo ver um bebê se esforçando em bater palminhas ao cantar Parabéns pra você! Você já viu? Continue lendo “Aniversários na Educação Infantil”

Planejamento da Educação Infantil 2015

A aproximação do final do anos vem carregada com a ansiedade de pensar no planejamento da Educação Infantil para 2015 . Veja como encontrar os conteúdos do Planejamento nas contribuições das crianças e nos registros das professoras.

IMAGEM reunião pedagógica

No próximo mês entramos oficialmente no segundo semestre do período letivo. A aproximação do final do ano vem carregada com a ansiedade de pensar no planejamento da Educação Infantil para 2015 e as alterações a serem realizadas no Projeto Político Pedagógico da creche.

seta horizontalO que devemos manter?

seta horizontalO que precisamos alterar?

seta horizontalO que introduzir?

seta horizontalQuais temas? Comemorações? Ações com a família e a comunidade?

São inúmeras perguntas a serem respondidas pela coordenação e sua equipe. Continue lendo “Planejamento da Educação Infantil 2015”

Planejamento da Educação Infantil: 10 reflexões para as creches

Planejamento da Educação Infantil e Projeto Político Pedagógico: 10 sugestões para discussão e incentivar os educadores a saírem do piloto automático.

Planejamento da Educação Infantil reunião e momentos

É hora de aproveitar para refletir!

As reuniões pedagógicas para elaboração do planejamento da Educação Infantil de 2015 podem incluir uma reflexão sobre as crenças da creche, partilhar e ratificar com todos da equipe os princípios repensados e assumidos pela instituição. Continue lendo “Planejamento da Educação Infantil: 10 reflexões para as creches”

Planejamento na Educação Infantil e as datas comemorativas

Este post, desenvolvido a partir da dúvida de uma seguidora do Blog sobre as datas comemorativas tradicionais, reflete sobre a escolha dos conteúdos para o planejamento da Educação Infantil e o quanto eles realmente significam para as crianças.

A dúvida de uma seguidora do Blog sobre o texto elaborado pela educadora Ana Helena para a nossa seção Palavra de…, nos levou a desenvolver este post. Em seu texto, Ana Helena aborda a experiência da Creche Oeste da Universidade São Paulo sobre as datas comemorativas tradicionais como conteúdo de planejamento na Educação Infantil e reflete sobre o que elas realmente significam para as crianças.

seta horizontalComecemos pelo protagonismo da criança no currículo da creche.                                                                   O que é isso de fato? Continue lendo “Planejamento na Educação Infantil e as datas comemorativas”

Ana Helena fala sobre datas comemorativas na creche

A questão das datas comemorativas tradicionais podem trazer reflexões para os educadores. Será que o dia dos pais, das mães, do índio etc. são realmente significativos para as crianças? As creches e instituições de educação são obrigadas a desenvolver conteúdos referentes a estas e outras comemorações? Quem deveria “escolher” dentre tantas? A educadora da Creche Oeste da Universidade de São Paulo, Ana Helena Rizzi Cintra, dá seu depoimento sobre este assunto.

Foto Ana Helena Rizzi CintraAna, como você vê as datas comemorativas no contexto da creche? 
Lá na creche a gente não comemora datas com temas como o dia das mães, dia dos pais, dia da árvore, dia do professor ou dia do índio. A gente pensa que são comemorações que podem não pertencer aos contextos das experiências das crianças, e essa não é a nossa proposta. Isto porque, se tratam de temas escolhidos pelos adultos fora do diálogo efetivo com as crianças. Já houve na creche projetos que abordaram diversidade cultural; outros abordaram a questão de onde vem os bebês; outros ainda tiveram como eixo as questões ambientais contemporâneas. Sendo assim, muitas informações sobre comunidades indígenas, mães, pais ou árvores foram trazidas, mas num contexto significativo para as crianças, uma vez que o diálogo com elas foi o que revelou seu interesse por esses assuntos, (e não a data comemorativa como um currículo a priori). Além disso, até mesmo pelo fato de ser uma instituição que recebe famílias de diversos grupos sociais e nacionalidades, o dia dos pais é visto pela comunidade da creche como mais uma data que compete mais à experiência familiar do que à institucional, como o Natal e a Páscoa. E quando uma comemoração tem como foco as atividades para produção em artes visuais, com vistas a presentear alguém, pensamos que é mais complicado ainda, pois além do caráter utilitarista que se dá às técnicas das artes visuais, privamos as crianças de escolher presentear os pais quando tiverem vontade (o que, é importante ressaltar, costuma ocorrer com freqüência muito maior do que apenas uma vez ao ano).

barrinha colorida fininha

Ana Helena Rizzi Cintra

Pedagoga e professora de Filosofia , especialista em Dança e Consciência Corporal. Atua como professora da Creche Oeste da Universidade de São Paulo e professora de Filosofia para o ensino médio.

Dia dos Pais: aquele abraço! – lembrança e planejamento de atividades

Para os Pais: aquele abraço!
Uma simples tira de papel decorada e as mãozinhas das crianças são a representação desse gesto de amor. Veja a sugestão de planejamento de atividade selecionado pelo Tempo de Creche.

O abraço faz parte do repertório infantil desde muito cedo. O bebê sente o amparo carinhoso do abraço dos pais no colo e, conforme vai se desenvolvendo e aprendendo os limites do próprio corpo, passa a expressar seus sentimentos dessa forma também. É comum perceber os abraços acalorados entre as crianças da sala, que ora se agarram com contentamento, ora querendo prender aquele amigo querido. imagem atividade Dia dos Pais

Comemorações especiais relativas à família devem contar com sutilezas e olhar atento dos educadores. Muitas crianças não convivem com a mãe, o pais, avós, irmãos e outros parentes. Perceber os diferentes desenhos familiares é importante para conduzir as comemorações de modo a incluir todos os pequenos. Continue lendo “Dia dos Pais: aquele abraço! – lembrança e planejamento de atividades”

Maria Aparecida fala sobre Educação Infantil

Colocar a criança como centro é o maior desafio da Educação Infantil, na visão da Profa. Dra. Maria Aparecida Guedes Monção. Leia mais sobre este depoimento revelador.

maria-aparecida-guedes-monc3a7c3a3oMaria Aparecida, como professora, formadora de professores e representante do segmento da Educação Infantil em São Paulo, qual o maior desafio de hoje para a Educação Infantil? 
O nosso maior desafio para a educação infantil é colocar a criança como centro.
É ouvir a criança e, a partir desta escuta, fazer o trabalho pedagógico. E não o inverso: (fazer) uma atividade para uma criança que eu não estou escutando.
Então nosso maior desafio é ficar curioso para ouvir a criança, escutar as hipóteses dela e com isso aprender sobre ela. Continue lendo “Maria Aparecida fala sobre Educação Infantil”

Bebês aprendem muito. Desde cedo!

Duas reportagens publicadas neste mês trazem os mais recentes estudos sobre a incrível capacidade de bebês aprenderem na mais tenra idade. Leia aqui um resumo das reportagens da Revista Nova Escola e do Jornal Estado de São Paulo.

figura reportagem leitura para bebes

Duas reportagens publicadas neste mês trazem os mais recentes estudos sobre a incrível capacidade de bebês aprenderem na mais tenra idade. Desde o nascimento existem formas de agir, se relacionar e estimular o bebê para corresponder à admirável, e até recentemente ignorada, potencialidade do seu cérebro. Continue lendo “Bebês aprendem muito. Desde cedo!”

Preparar atividades: o desafio de planejar o imprevisível

Com um universo de possibilidades, de sujeitos diferentes e de propostas e brincadeiras que não se sabe aonde vão nos levar, como se preparar para organizar os momentos de atividade na Educação Infantil? O que pensar, o que escolher, com planejar?

Com um universo de possibilidades, de sujeitos diferentes e de propostas e brincadeiras que não se sabe aonde vão nos levar, que são imprevisíveis, como se preparar para organizar as atividades na Educação Infantil?

O que pensar, o que escolher, como é o desafio de planejar o imprevisível?

Planejar o imprevisto - Figura Circulo Virtuoso do Educador

balão laranja

Tudo começa com o ciclo virtuoso das ações do educador. Para planejar projetos de pesquisa que ampliem as experiências da infância e favoreçam as aprendizagens, o educador deve observar e ouvir sua turma e o que brota nos momentos da Rotina: os interesses, as demandas, as descobertas, os assuntos que estão bombando entre as crianças. Continue lendo “Preparar atividades: o desafio de planejar o imprevisível”

Organização de propostas: garantia de brincadeira e aprendizado

Educação Infantil: planos e propostas. Coo fazer planejamento de atividades com conteúdos que despertam e estimulam a criança.

Balão Dúvida pComo ser educador em meio à cena pulsante de crianças vivas e curiosas que seguem seus desejos para apreender o mundo? Como elaborar planos e propostas na educação Infantil?

texto Planos e propostas

Segundo Madalena Freire, ensinamos e aprendemos a partir do que sabemos, do que tem significado para nós. Os conteúdos que despertam e estimulam, tem que ter sentido para nós e para as crianças nesse jogo de ensino-aprendizagem. Nessa jornada, o educador da Educação Infantil, faz a mediação:

Continue lendo “Organização de propostas: garantia de brincadeira e aprendizado”