Educação nos três primeiros anos

Converso Assessoria Pedagógica e Ateliê Arte, Educação e Movimento apresentam uma jornada com oportunidades para se debruçar sobre este período, com o olhar fundamentado na abordagem de Emmi Pikler.

Zero a três anos de idade não é só uma questão de idade. É abordar os principais anos da formação de todos os seres humanos. É neste período que as experiências e descobertas são levadas para toda a vida.

Converso Assessoria Pedagógica e Ateliê Arte, Educação e Movimento apresentam uma jornada com oportunidades para se debruçar sobre este período, com o olhar fundamentado na abordagem de Emmi Pikler.

A proposta contempla ciclos de estudos com três encontros cada, um curso semestral e uma palestra.

crianças comendo

O Ciclo sobre Alimentação, que inicia em 15 de setembro, envolve o planejar cuidadoso dos momentos de alimentação das crianças, compreendendo-os como parte de ações intencionais de educação, que demandam tempo, espaço e organização especial. A alimentação das crianças pequenas vai além da satisfação das suas necessidades básicas de subsistência. A hora da comida está repleta de significados afetivos, sociais e culturais que construímos na relação com o outro, seja ele o cuidador ou companheiro de mesa. Continue lendo “Educação nos três primeiros anos”

As histórias para os bebês fazem Ploquet, Pluft, Nhoc!*

Falar de historias para bebês parece estranho Mas práticas e estudos atuais mostram que podem e devem se tornar uma espécie de brincadeira alegre e divertida

Falar de leitura para bebês e crianças pequenas pode soar estranho e ainda é assunto polêmico. Quase sempre associamos a leitura ao aprendizado da escrita ou à ideia de que os bebês não estão capacitados para compreender e absorver de modo ativo e inteligente esta parcela letrada do mundo.

Tania 2

Estudos e práticas recentes revelam exatamente o contrário.  Reside uma sabedoria infantil que nasce no berço e, livros e leituras podem se tornar uma espécie de brincadeira alegre e divertida para os bebês.

É disto que falaremos daqui para adiante. O que me impulsionou a escrever este texto, além do convite do pessoal do Blog “Tempo de Creche” e da minha afinidade e familiaridade com o assunto, foi a leitura que fiz na Revista Emília e na entrevista que Yolanda Reyes, uma colombiana que defende uma cultura leitora desde o início da vida concedeu ao blog Arte e Infância. Nesta reportagem Yolanda afirma que os primeiros contatos das crianças com a literatura ocorrem em “livros sem páginas, que estão escritos na boca das pessoas”. Continue lendo “As histórias para os bebês fazem Ploquet, Pluft, Nhoc!*”

Um olhar sensível na prática com a primeiríssima infância.

A pedagoga Marcela Chanan estará ministrando a partir de 23 de maio o curso Um olhar sensível na prática com a primeiríssima infância, com foco nas crianças de 0 a 3 anos.

Tempo de Creche apresenta mais um curso sobre a Abordagem Pikler-Lóczy. A pedagoga Marcela Chanan estará ministrando a partir de 23 de maio o curso Um olhar sensível na prática com a primeiríssima infância, com foco nos bebês de 0 a 3 anos.

Devemos ser conscientes da importância que reveste a educação de bebês e crianças pequenas, da influência que esta educação terá sobre toda sua vida.
Emmi Pikler.

 

A escola tem grande importância no desenvolvimento das crianças, quanto mais experiências positivas puderem viver, mais impactos positivos terão no seu desenvolvimento, e é essencial oferecer vivências tanto educacionais, quanto sociais. Somente uma educação de qualidade pode oferecer um desenvolvimento apropriado e saudável aos pequenos.

Boneca Marioska

Nesse sentido, a abordagem Pikler-Lóczy contribui com sua prática focada no desenvolvimento sadio da primeira infância, considerando a importância dos cuidados corporais, a motricidade livre, a autonomia, o vínculo com o adulto, as iniciativas da criança, a interação entre os bebês, a rotina, o espaço, os materiais para brincar, a observação e o registro.  Promovendo um olhar mais sensível em relação a maneira como vemos e atuamos com os bebês e as crianças pequenas. São nos detalhes como, por exemplo, a forma de pegar a criança, trocar, alimentar, interagir e se comunicar que se faz a diferença para construção de um indivíduo seguro e confiante.

Público-alvo

  • Professores de Educação Infantil, estudantes e interessados.

Conteúdo

  •  Os cuidados corporais e o vínculo com o adulto
  •  A liberdade de movimento corporal
  •  A criança capaz
  •  Rotina segura
  •  Interação e conflitos
  •  O espaço e os materiais para brincar
  •   Observação e registro

*Boneca Matrioska – A boneca russa Matryoshka (Matrioshka), também conhecida como Mamushka ou “boneca russa” na verdade é um conjunto de bonecas ocas de tamanhos decrescentes colocadas uma dentro de outra. O nome “Matryoshka” é proveniente do nome real feminino russo “Matryona”, que era um nome muito popular entre camponeses na Rússia antiga. Dizem também, que o nome “Matryona” possui a raiz latina, “mater”, que significa “Mãe”. Portanto, para muitos esta boneca simboliza maternidade e fertilidade. 
http://www.e-familynet.com/phpbb/matrioskas-bonecas-russas-simbolo-da-fertlidade-t274097.html

balc3a3o-dicaVisite o blog da Rede Pikler-Loczy 

 

barrinha colorida fininha

 

Balão Para Saber MaisLocal – Espaço Trilhar
Endereço – Rua Alferes Magalhães, 95, conj. 74, Santana, SP
Início – 23 de maio de 2015
Horário – das 9h às 13h
Inscrição – espacotrilhar@espacotrilhar.com.br
Valor – R$ 130,00 (consulte desconto para grupos)
 
 
barrinha colorida fininha
 
 

Foto de Marcela ChananMarcela Chanan

Pedagoga, trabalha há 10 anos com educação infantil e 1º ano do fundamental I. Pós-graduada em Língua Portuguesa e Literatura (Mackenzie), e formada para atuar com Crianças de 0 a 3 anos (Singularidades). Estuda as abordagens de Reggio Emilia e Pikler-Lóczy no Brasil e fora do país. Também é formada pela Escola Panamericana de Arte, pelo Teatro Escola Macunaíma e pelo Instituto Brincante.