Olhar do professor: 12 escalas do brincar

Dá para classificar as brincadeiras infantis? 12 escalas do Brincar podem ajudar o professor a acompanhar as brincadeiras e suas aprendizagens.

brincando com pneusDá para classificar as brincadeiras infantis?
Brincar de mexer. Brincar de pular. Brincar de dançar. Brincar de desenhar. Brincar de comer. Brincar de construir. Brincar de casinha. Brincar de carrinho. Brincar de jogar. Brincar de rir… brincar de brincar.

Os brincares são intensos, variados, criativos e evoluem à medida que são brincados. Essa é a grande matéria prima da infância. Criança é feliz quando brinca e exercita as relações. Assim, esse estado de graça faz com que aconteçam aprendizagens e desenvolvimento.

Continue lendo “Olhar do professor: 12 escalas do brincar”

Renata Meirelles fala sobre tanque de areia e o tempo do brincar

A educadora, documentarista e pesquisadora da cultura infantil, Renata Meirelles, fala sobre a importância do tanque de areia e do tempo do brincar.

imagem entrevista Renata Meirelles - tanque de areia

No lançamento do livro Cozinhando no Quintal, a educadora, documentarista e pesquisadora da cultura infantil no Brasil, Renata Meirelles, falou ao Tempo de Creche sobre a importância dos tanques de areia e do tempo do brincar na Educação Infantil.

Tempo de Creche – Você tem alguma sugestão para as escolas de educação infantil, a respeito dos espaços de brincar?

Renata-MeirellesRenata – Tem várias coisas para dizer, mas uma delas é um tanque de areia. Esse, inclusive, é um tema que é abordado em outro projeto do Instituto Alana, o Prioridade Absoluta, para que as pessoas saibam como lutar por esse direito nas escolas. Eu acho que deveria ser obrigatório a todas as escolas de educação infantil terem um espaço de areia e trabalharem a seriedade deste lugar, com a consistência da produção infantil no tanque de areia. Trabalhar com as escolas para dar uma relação que isto representa para as crianças: disponibilizar tempo para estabelecer uma intimidade com a área. Eu vejo isso menosprezado, muitas vezes só se veem os problemas, mas é um oásis para as crianças. Na verdade, areia e água. Principalmente quando a gente fala de crianças de centros urbanos.

Tempo de Creche – E o tempo da criança para brincar?

Renata – Outro foco é o tempo que a criança tem de disponível para o brincar, que tem ficado numa situação muito diretiva, do adulto na proposição de conteúdos, na proposição de atividades. A gente tem que acreditar nas crianças, acreditar na brincadeira delas. Deixar que isto aconteça. Estar lado a lado, participar. A gente tem também que acreditar em esvaziar esta relação de planejamento de conteúdos porque a própria criança é geradora de tudo isto.

Balão Para Saber MaisLeia também Um tratado sobre TANQUE DE AREIA

 

barrinha colorida fininha

Livro Cozinhando no QuintalLeia notícias sobre o livro Cozinhando no Quintal, de Renata Meirelles, em:

Renata Meirelles conta como surgiu o livro Cozinhando no quintal

Renata Meirelles é educadora, documentarista e há 16 anos vem viajando por todos os cantos do país pesquisando, escrevendo e registrando a infância brasileira. No site Território do Brincar você pode encontrar conteúdos e registros desse trabalho.