Riscos X perigos: o que queremos para as nossas crianças?

Em nome de uma “infância protegida” não estamos transformando as brincadeiras e os seus riscos em desafios simples e pouco expressivos? Correr riscos é ruim?

Quem não andou por ruelas e terrenos inexplorados, cutucando algo descartado ou explorando as possibilidades de brincar numa grande árvore? Quem não juntou objetos e pedaços de plantas para fazer uma preciosa cabana? Quem não se sujou de lama e pisou prazerosamente em poças d’água? Será que estamos roubando de nossas crianças parte da uma infância culturalmente cultivada por centenas de anos? Em nome de uma “infância protegida” não estamos transformando as brincadeiras e os seus riscos em desafios simples e pouco expressivos?

Um dos destaques da mostra Ciranda de Filmes 2016 é o curta-metragem The Land da americana Erin Davis (Documentário, EUA, 2015). O filme persegue as atividades de um grupo de crianças que frequenta um playground incomum, localizado no País de Gales, Reino Unido.

vistta 5

 

Por que incomum? Continue lendo “Riscos X perigos: o que queremos para as nossas crianças?”

Um livro, um aviãozinho e muita imaginação

Com o filme Aventuras do Aviãozinho Vermelho ir ao cinema é diferente! A animação baseada na obra de Érico Veríssimo foi feita artesanalmente, como uma obra de arte.

Fernandinho, um menino de 8 anos, ganha do pai um aviãozinho e um livro de sua infância. Encantado com a história, Fernandinho decide que quer ser aviador. Junto com seus brinquedos favoritos, Ursinho e Chocolate, que ganham vida com a imaginação, Fernandinho visita lugares inusitados, como a Lua e o fundo do mar, e percorre diferentes territórios – África, China, Índia, Rússia. 

As aventuras do avião vermelho

Ir hoje ao cinema para ver uma animação é colocar óculos 3D e esperar que explosões, carros e outras parafernálias saltem da tela.

Com o filme Aventuras do aviãozinho vermelho é diferente!

viagemFrederico Pinto, diretor de cinema, se propôs fazer um filme infantil sem os recursos 3D e mostrar que é possível contar histórias com outras técnicas. Com a história Aviãozinho Vermelho do escritor Érico Veríssimo na mão e a ideia de ficar o mais próximo dos desenhos feitos para a obra, nasceu o filme que estréia hoje dia 11 de dezembro.

Frederico conta que a animação foi feita à moda antiga: com lápis e papel (e não apenas com computadores, como é costume atualmente). Cada segundo de filme é composto por 12 desenhos, que depois são colocados em sequência para dar a ideia de movimento. No fim, mais de 50 mil ilustrações foram feitas para a produção! Continue lendo “Um livro, um aviãozinho e muita imaginação”

Ciranda de Filmes 2015

Em 2015, o Instituto Alana vai realizar a segunda edição do Ciranda de Filmes!

Instituto Alana comunica que em 2015 vai ter mais Ciranda de Filmes!

Ciranda de Filmes 2014-1

Em 2014 foi realizado a 1ª Ciranda de Filme, no Cine Cultura em São Paulo, com foco na infância, aprendizagem e transformação, que proporcionou aos participantes a oportunidade de assistir alguns dos melhores filmes sobre a infância, ouvir boas colocações nas rodas de conversas com temas pertinentes a proposta e muitos momentos de troca de suas experiências e aprendizados.

Para fechar o festival, foi apresentado o filme Sementes de nosso quintal, de Fernanda Heinz Figueiredo. A equipe do Tempo de Creche recomenda este filme como uma inspiração para a Educação Infantil e como um poderoso estímulo à reflexão. A equipe do blog apresentou o filme com um roteiro de discussão e reflexão num workshop formativo na creche da Associação Nossa Turma, e disponibiliza a proposta desse trabalho e dá dicas de como solicitar uma cópia do filme na produtora AIUÊ.  Leia Sementes do Nosso Quintal – um filme lindo e um ótimo recurso para reuniões e paradas pedagógicas.

A mostra de 2014 foi realizada no Conjunto Nacional, SP, onde se encontrava a exposição Território do Brincar, da educadora Renata Meirelles, que fez um depoimento interessante para o blog sobre a importância do brincar em tanques de areia na infância em  Renata Meirelles fala sobre tanque de areia e o tempo do brincar.

Perceber o universo da Educação no Brasil e no mundo por meio da arte do cinema foi uma experiência engrandecedora. Vamos aguardar ansiosamente a versão de 2015!