Areia: divertida, desafiadora e natural

Vamos mudar a cor da areia? O CEI Shangri-la, SP, fez uma proposta diferente com esse material provocativo e divertido.

A areia, e suas mil utilidades na Educação Infantil, é sempre um recurso que atrai as crianças e desperta para muitas brincadeiras. O CEI Shangri-la, em São Paulo, fez uma proposta diferente com esse material: vamos mudar a cor da areia?

As professoras Esilaine e Laudiceia forraram com lona plástica um dos espaços externos, organizaram bacias, pequenos potes de tinta guache e palitos de sorvete, um para cada criança.

Atividade de areia Shangri-la 1

Introduziram a proposta com uma quantidade de areia apresentada em duas bacias no centro do espaço. As crianças foram convidadas a buscar uma bacia vazia e pegar um pouco de areia das bacias centrais. Continue lendo “Areia: divertida, desafiadora e natural”

Planejamento 2016: direções e caminhos

Como pensar nos aspectos mais importantes do planejamento anual para não esquecer o fundamental? Alguma dica ou roteiro? Leia as direções para o Planejamento 2016.

Como pensar nos aspectos mais importantes do planejamento anual para não esquecer o fundamental? Alguma dica ou roteiro? É hora do Planejamento 2016!

planejamento 2016

Três princípios devem guiar o projeto pedagógico da unidade de Educação Infantil:

  • éticos (autonomia, responsabilidade, solidariedade, respeito ao bem-comum, ao meio ambiente e às diferentes culturas, identidades e singularidades);
  • políticos (direitos de cidadania, exercício da criticidade, respeito à ordem democrática);
  • estéticos (sensibilidade, criatividade, ludicidade, liberdade de expressão nas diferentes manifestações artísticas e culturais).
    (Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação Infantil )

Continue lendo “Planejamento 2016: direções e caminhos”

Base Nacional Comum Curricular: uma referência prática? Você decide!

Você já ouviu falar da Base Nacional Comum Curricular? Vamos conhecer esse documento, refletir sobre seu conteúdo e opinar?

BNCVocê conhece e utiliza os documentos referenciais e orientações curriculares na sua prática? Já ouviu falar da Base Nacional Comum Curricular?

O PNE – Plano Nacional de Educação prevê a elaboração de (mais!) um documento orientador para as práticas da escola: a Base Nacional Comum Curricular, em processo de tramitação no congresso.

Nesse documento, profissionais especialistas e interferências da sociedade pretendem construir coletivamente os “direitos e objetivos de aprendizagem e desenvolvimento dos alunos”.

O material foi elaborado com uma dinâmica fácil de ser percebida: 6 direitos de aprendizagem na Educação Infantil são reconhecidos como objetivos de aprendizagem a serem implementados em 5 campos de experiência. Nessa abordagem o professor tem 30 dimensões a serem trabalhadas com as crianças de 0 a 6 anos. Veja a tabela abaixo. Continue lendo “Base Nacional Comum Curricular: uma referência prática? Você decide!”

Crianças pequenas entendem o que é Projeto?

Chamamos as atividades ligadas a uma temática comum de “Projeto”. Será que são mesmo projetos? As crianças compreendem esse conceito?

Temos o hábito de nomear “projeto” as atividades ligadas a uma temática comum como, por exemplo, Projeto Teatro de Sombras, Projeto das Cores, Projeto Construindo Cidades, Projeto Horta, Projeto Bumba meu boi etc.. Mas…
…será que são mesmo “projetos”?

desenho de foguete

Balão-na-PráticaRefletindo a partir da prática, vamos imaginar que um grupo de crianças se interessa pela Lua (por meio de uma história, um filme, uma conversa na roda, a Lua que se mostra no céu do dia etc.). O professor percebe, registra e planeja intervenções para ampliar descobertas:

Balão-Dúvida-pOnde fica a Lua? Perto, longe …
Como ela é? Qual a sua cor?
O que tem lá? Continue lendo “Crianças pequenas entendem o que é Projeto?”

Projeto Pedagógico para o próximo ano: depois de avaliar é hora de planejar o futuro! – parte 2

Depois de avaliar, é hora de trabalhar com a equipe no Projeto Pedagógico. Organizamos um roteiro para ajudar a pensar!

Na primeira parte dessa publicação (Proposta Pedagógica para o próximo ano: é hora de trabalhar em equipe!) fizemos uma proposta para pensar a Creche do ano que está por terminar como um todo: estrutura e ações realizadas. Agora é aquecer os motores para o próximo ano organizando ideias e propostas no Projeto Pedagógico.

Roteiros de projetos pedagógicos de diversos municípios brasileiros incluem tópicos comuns. Levantamos alguns deles e apresentamos sugestões para discussão e elaboração do documento da creche.

cartaz reunião elaboração do Projeto Pedagógico

Para fazer desse documento se tornar uma referência e apoiar toda a equipe, o ideal é que a construção do mesmo parta de encontros com a participação de todos. É na construção coletiva dos itens que o grupo admite o documento como seu e se compromete com suas orientações.

Para aquecer a conversa com a equipe e levantar as crenças e princípios que orientam a creche, propomos algumas questões: Continue lendo “Projeto Pedagógico para o próximo ano: depois de avaliar é hora de planejar o futuro! – parte 2”

Projeto Pedagógico para o próximo ano: é hora de trabalhar em equipe! – parte 1

Final de ano: momento para pensar, discutir e refletir sobre o que passou para elaborar o Projeto Pedagógico. Preparamos um roteiro para essa jornada.

Final do ano é o momento de refletir, avaliar e replanejar o trabalho na creche. Pode ser também uma fase de ansiedades e incertezas para coordenação e equipe quanto à forma de elaboração do projeto pedagógico para o próximo ano.

cartaz reunião avaliação

 

capa documento Critérios para atendimento em crechesUma ótima dica para facilitar o processo é consultar o documento do MEC Critérios para um Atendimento em
Creches que Respeite
os Direitos Fundamentais das Crianças, de 2009.  Nele são apontados, de forma simples e objetiva, os critérios para um atendimento em creches que respeite os direitos fundamentais das crianças. São frases curtas com afirmações objetivas das práticas recomendadas para o trabalho com as crianças.

Desenvolvemos esse post com base no documento para propor um roteiro de reflexão e avaliação do ano que está por terminar e um caminho para elaborar a nova proposta pedagógica. Sem refletir sobre o que passou, o que percebemos como resultados nas crianças, o levantamento das questões complicadas e as formas como conduzimos as situações, não é possível planejar uma proposta conectada com a realidade e, consequentemente com uma perspectiva de resultados cada vez melhores. Continue lendo “Projeto Pedagógico para o próximo ano: é hora de trabalhar em equipe! – parte 1”