Documentação Pedagógica como aprendizagem para crianças e professores

Para acompanhar seu grupo com sintonia e propostas desafiadoras é preciso se conhecer e conhecer o outro. Leia sobre esse aspecto da Documentação Pedagógica.

Já pensou que a Documentação Pedagógica pode ajudar a contar para você mesmo, uma história sobre você?
Já olhou para a Documentação Pedagógica como janelas para a sua subjetividade, sua maneira de ser com as crianças e como você constrói as próprias práticas?
Indo mais fundo, será que a Documentação Pedagógica revela se as abordagens que acreditamos desenvolver estão apenas no nível da conversa ou se realmente embasam as nossas práticas com as crianças?

parada-pedagogica

Documentação Pedagógica não é só o registro do que observamos no fazer das crianças. Ela é muito mais! Quando o educador registra sua prática e transforma os registros em documentos reveladores dos aprendizados das crianças, ele também tem diante de si as aprendizagens do seu saber pedagógico.

Como podemos compreender este aspecto da Documentação Pedagógica?

registro-do-trabalho-da-crianca-1Primeiro é preciso entender que o termo “Documentação Pedagógica” refere-se a duas questões interligadas: processo e conteúdo do processo.
Como conteúdo do processo estamos falando sobre registrar o que é significativo ou indicativo. Sobre o que as crianças estão dizendo, perguntando e fazendo; suas descobertas, construções e a maneira como o educador se relaciona com o seu próprio trabalho. Os registros do conteúdo tornam o trabalho do educador concreto e visível e, como tal, um ingrediente importante para a elaboração da documentação pedagógica.

Já o processo vai além da ação de registrar. Ele está nos registros, mas se revela por meio da reflexão. Nesse sentido, dá a possibilidade de usar os conteúdos como um meio de refletir sobre o nosso próprio trabalho pedagógico.

documentacao-pedagogica

A reflexão pode ocorrer em vários momentos, que se complementam e enriquecem a visão sobre nosso fazer. O educador pode realizá-la sozinho, como outros educadores nos momentos de troca, com as crianças e com os pais. Em todas as situações ela se tona um aprendizado.

Mas existem alguns ganhos especiais!

Quando usamos a Documentação Pedagógica como material de reflexão da nossa prática, ela geralmente possibilita descobertas para a continuidade de um projeto em curso, ou indica novos caminhos. Quando nos conscientizamos sobre o que foi feito, revela-se aos nossos olhos o que ficou frágil ou caminhos não percorridos pelas crianças. Isto pode ser resolvido com ampliação do tempo do projeto ou com a retomada da proposta em outras situações, com novas perguntas e desafios.

Ao refletir sobre o andamento do projeto e as descobertas das crianças, percebemos o fio condutor do trabalho pedagógico, se ele reflete nossas crenças e se está alinhado com o projeto político da instituição onde trabalhamos.

registro-do-trabalho-da-criancaNo momento em que a Documentação é a memória viva da prática pedagógica, o processo de elaborá-la pode também funcionar como uma maneira de resgatar as aprendizagens das crianças e dos professores, conquistadas em experiências anteriores, e viabilizar novas conexões.

Finalmente, o movimento de registrar e refletir sobre os registros para compor a documentação, permite desenvolver um trabalho educativo que acompanha verdadeiramente o grupo. É planejando propostas com objetivos amplos e flexíveis que podemos permitir o avanço surpreendente da aprendizagem das crianças, naturalmente curiosas e investigativas.

qualidade-na-educacao-da-primeira-infancia-perspectivas-pos-modernasEste texto foi inspirado no capítulo Documentação pedagógica: uma prática para reflexão e para a democracia, do livro Qualidade na Educação da Primeira Infância: perspectivas pós-moderna, de Gunilla Dahlberg, Peter Moss e Alan Pence, Editora Artmed, 2003.

♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦

Balão-Para-Saber-MaisPara saber mais…

Lições de Reggio Emilia do Colegio Aletheia

O que Reggio Emilia tem para nos inspirar?
O que pode ser adequado à nossa cultura e contexto?
Ouvimos duas educadoras argentinas, especialistas na abordagem, falarem sobre suas experiências no Colégio Aletheia e os olhares para a abordagem.

Sócio-construtivismo, Reggio, Pikler, metodologias, abordagens, crenças… não importa! Vale a pena conhecer e acompanhar pesquisas e estudiosos no assunto para refletir sobre a nossa educação, ampliar o repertório e experimentar novos caminhos.

Por isso compartilhamos alguns dos pontos abordados por Diana Vendrov, da RedSolare, e Judith Birnbaum, do Colégio Aletheia, na Palestra Horizontes com sentido: a documentação pedagógica, ministrada no Instituto Vera Cruz, SP.

Colégio Aletheia desenho Continue lendo “Lições de Reggio Emilia do Colegio Aletheia”

Registrar todos os momentos do dia e ainda refletir… será?

É possível registrar e refletir sobre tudo? Como conciliar a ação e o ato de observar e registrar? Dicas para não estressar e acompanhar as crianças.

Identificamos uma angústia nos professores que os paralisa e bloqueia o exercício do registro: é preciso registrar e refletir sobre todos os momentos e todas as crianças? Como é possível observar, anotar e fotografar quando precisamos estar atentos ao desenvolvimento da proposta, à mediação, ao cuidado e sem deixar de lado os interesses individuais? O que dizer então sobre o número exagerado de crianças pequenas nas turmas de Educação Infantil? Finalmente, como desviar a atenção dos pequenos que sempre se sobressaem ou monopolizam nossa cota de cuidados?

imagem 2 observação e registro

Não são poucos os motivos que justificam as angústias de ter que se transformar num super-professor com poderes extraordinários! Mas não temos superpoderes… Por isso, o caminho é o foco!  Como assim?

Continue lendo “Registrar todos os momentos do dia e ainda refletir… será?”

Registro e Documentação Pedagógica: o diálogo com a prática

Registro e documentação pedagógica ampliam o olhar, apontam os interesses das crianças, dão pistas para novos planejamentos e revelam as aprendizagens.

Ao final de cada sequência didática ficamos com a sensação de que deveríamos ter uma plateia acompanhando as habilidades e conquistas dos nossos pequenos! Puxa vida, tem muita gente perdendo esse espetáculo da vida real! Talvez registro e documentação pedagógica sejam um caminho. Mas como dar os primeiros passos para registrar e documentar?  Ou isso tudo é simplesmente “burocracia”?

Recentemente recebemos e publicamos o relato da Keli – Uma prática de documentação pedagógica para aproximar famílias, uma professora de berçário que descreve seu percurso na elaboração de uma proposta de documentação pedagógica. Sua intensão foi fortalecer a comunicação com os pais, na medida em que na rede municipal onde trabalha a participação dos pais e da comunidade na escola é bem pequena.

Uma das muitas questões que a instigava era uma forma bacana de compartilhar com as famílias todo o trabalho que era realizado com os bebês de sua turma. E a forma de apresentação deste processo resultou em alguns boletins informativos que foram entregues aos pais e expostos no quadro da escola.

O registro deve ser considerado como um instrumento metodológico da vida pedagógica. O que implica em ampliar o olhar, captar pistas para os próximos planejamentos e não ver a ação apenas como uma obrigação ou exigência da instituição. Cada professor precisa criar uma disciplina que garanta a frequência e a elaboração das informações.

Relato 1Registro e documentação pedagógica são, dentre as atividades dos professores, temas recorrentes e de constante aprendizagem. Na postagem Um guia para a jornada do relatório individual construímos uma sugestão de roteiro para auxiliar a elaboração de relatório, focando a trajetória de cada criança, com suas singularidades e conquistas.

Mas como assegurar que ao final do período, teremos material suficiente para refletir sobre o percurso de cada criança? E como criar uma rotina para compartilhar frequentemente com equipe, famílias e crianças os processos vividos pelo grupo?

A resposta parte de perceber e experimentar os ganhos com a disciplina de fazer registro que, como já dissemos, não é burocracia, mas é parte integrante do trabalho do professor. Continue lendo “Registro e Documentação Pedagógica: o diálogo com a prática”

Uma prática de documentação pedagógica para aproximar famílias

Como aproximar famílias do trabalho da escola? Como construir a parceria com as famílias? Documentação pedagógica é uma possibilidade! Veja uma prática.

Em 2015 a professora Keli Patricia Luca trabalhou no berçário da EMI Candinha Fedato Massei, de São Caetano do Sul, SP. Pela primeira vez assumindo um dos turnos de uma turma de crianças pequeninas, a relação com as famílias passou a ser um desafio necessário. Como elaborar uma documentação pedagógica que dialogue com os pais?
 Como compartilhar com as famílias o trabalho desenvolvido com os bebês?
 Como apresentar o desenvolvimento das crianças de forma fundamentada e acessível?
 Qual o melhor canal de comunicação com os familiares, a professora do turno da manhã e a equipe pedagógica?

Ao escrever para o Tempo de Creche, Keli compartilhou sua jornada junto aos bebês e a construção de uma relação de entendimento e cumplicidade com as famílias e colegas de trabalho.

registro fotográfico espelho professora KeliO primeiro passo da professora foi pesquisar e estudar sobre a faixa etária e as peculiaridades da rotina no berçário, muito diferentes das outras faixas etária com que havia trabalhado. E foi justamente nas primeiras semanas, no período de adaptação dos bebês, que percebeu a distância dos pais e a falta de informação do que era feito na escola, dificultava o processo e agravava a sensação de insegurança e o choro dos bebês. Era um período de grande sofrimento das três partes envolvidas: bebês, pais e educadores. Continue lendo “Uma prática de documentação pedagógica para aproximar famílias”

Fotos e legendas que revelam aprendizagem

O que a seleção de fotos e legendas podem contar?
Um aspecto fundamental da reflexão sobre os registros fotográficos é a seleção das fotos que tiramos durante as propostas e as legendas explicativas que atribuímos a elas.
É comum vermos fotos que apresentam um olhar superficial das atividades e os rostos satisfeitos das crianças. Esse material é utilizado pelos professores nas reuniões pedagógicas e, em forma de painéis e publicações no Facebook, para que os pais acompanhem seus filhos nas escolas.

O que estamos, de fato, revelando com essas imagens?
Qual o objetivo que está por traz de cada clique?
O que nos guia ao selecionar as fotos?
O que estamos buscando nesse tipo de registro e o que queremos comunicar?

Todos os dias são publicadas toneladas de fotografias nas redes sociais sobre a festinha, a dancinha, as mãozinhas sujas de tinta, as corridas de motoca no pátio, a roda de histórias, a hora do suco e centenas de rostinhos lindos. Continue lendo “Fotos e legendas que revelam aprendizagem”

Afinal, o que é Documentação Pedagógica?

A Documentação Pedagógica é diversificada. Ela depende do foco e dos seus públicos. Como assim?

documentação pedagógica do professor 2“Documentação Pedagógica” é diversificada, apesar de não se falar dela no plural!
Não tem norma e nem regra para a sua elaboração, porém o FOCO é o seu guia:
»Foco número 1: tornar visível e evidente as aprendizagens
»Foco número 2: a quem ela se destina (para quem será elaborada)
E ponto final! Mistério resolvido!

Será…?
Vamos clarear um pouco mais esses focos.

balão laranjaFoco 1: TORNAR AS APRENDIZAGENS EVIDENTES

A Documentação Pedagógica é a elaboração das informações levantadas com o REGISTRO. Anotações, fotos, filmes, gravações e produções das crianças são reunidas para provocar e instigar o educador: Continue lendo “Afinal, o que é Documentação Pedagógica?”

Fotografia: instrumento precioso da Educação

Fotografia é uma das linguagens da arte que pode, de fato, captar a poética da infância. Você pode transformar a fotografia em um instrumento de registro poderoso para revelar aprendizagens e indicar caminhos para planejar.

Fotografia é uma das linguagens da arte que pode, de fato, captar a poética da infância. Como fazer isso acontecer?

Crianças

Fala-se intensamente sobre Registro e Documentação Pedagógica do professor e de suas crianças. Mas salta ao pensamento a importância dos relatos escritos e a fotografia como apoio, suporte ou até mesmo embelezamento do resultado da reflexão do professor. Continue lendo “Fotografia: instrumento precioso da Educação”

Um relato sobre relações e aprendizados na prática de Reggio Emilia

Num relato de Reggio Emilia, a capacidade incrível de crianças aprenderem nas relações, a mediação de professores e o registro pedagógico.

livro Tornando visível a aprendizagemRegistro e Documentação Pedagógica são ferramentas imprescindíveis para dar contorno ao trabalho pedagógico desenvolvido em Reggio Emilia. Diversos relatos publicados em livros podem ilustrar a forma como as equipes pedagógicas realizam suas práticas, os registros e as reflexões provenientes da análise desses materiais. Destacamos um relato do capítulo Uma mensagem de grupo, extraído do livro Tornando visível a aprendizagem: crianças que aprendem individualmente e em grupo  para aprofundar o olhar sobre as relações, as conquistas de um grupo de crianças e de sua professora.

Numa das escolas de Reggio Emilia é desenvolvido um projeto permanente de Caixas de Correspondência (ou de comunicação à distância). Todos participam: crianças, professoras, atelieristas e cozinheiras. São caixas individuais, uma para cada criança e profissional da equipe. Continue lendo “Um relato sobre relações e aprendizados na prática de Reggio Emilia”

Registrar… não tão fácil, mas poderoso!

Temos noção da dimensão da Documentação Pedagógica no dia a dia do professor? Registro é sacrifício ou benefício para o trabalho do educador?

Registro de aprendizadosO ato de registrar e refletir faz parte da alma do professor?
Professores percebem o real valor da documentação pedagógica?

Sabemos que os registros são instrumentos vitais para a Educação, em especial, na primeira infância.
Refletir sobre o ocorrido é fundamental para encaminhar o planejamento da relação professor-criança e estabelecer os caminhos de uma atuação que amplie o brincar, as relações, as expressões, as pesquisas, as descobertas e a identidade dos pequenos. Continue lendo “Registrar… não tão fácil, mas poderoso!”