Um acervo de ideias para reinventar o Desenho

Como podemos variar os desafios do Desenho? Que tal ampliar seu repertório de possibilidades e aprender a fazer giz de lousa gigante e tintas congeladas

Para as crianças, o desenho é brincadeira, desafio e prazer com os próprios movimentos. Mais tarde, as marcas também são valorizadas.
Para que essa brincadeira continue e seja ampliada é preciso desenhar sempre e, em especial, pensar em alargar os desafios.

 O que interfere no desenho e o que pode variar os desafios?

desenho 3Para a neurocientista mineira Leonor Bezerra, o cérebro das crianças está no início do seu desenvolvimento. Nesse momento é ideal provocar diversas áreas cerebrais com estímulos multissensoriais, isso é, que obriguem a criança a sentir e usar vários órgãos dos sentidos ao mesmo tempo. Assim, o ato de desenhar, que já se mostrou importantíssimo para favorecer a expressividade e as narrativas, também ganha pontos com os estímulos motores e proprioceptivos* associados às emoções e sensações. Quando propomos desafios mais amplos para os pequenos, bombardeamos [no bom sentido] diferentes áreas cerebrais ao mesmo tempo. O resultado disso é conexões nervosas mais abrangentes e complexas. E isso é provocar desenvolvimento, porque aprender é assumir novos comportamentos e atitudes. Continue lendo “Um acervo de ideias para reinventar o Desenho”